FAB celebra 77 anos da Aviação de Patrulha na Ala 9 em Belém (PA)

Nesta quarta-feira (22), foi realizada cerimônia militar alusiva ao Dia da Aviação de Patrulha da Força Aérea Brasileira (FAB). O evento aconteceu na Ala 9, em Belém (PA), e foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez. Oficiais-generais, autoridades civis e militares das três forças, além de aviadores patrulheiros da ativa e da reserva, também prestigiaram o evento.

FAB celebra 77 anos da Aviação de Patrulha na Ala 9 em Belém (PA)

O Tenente-Brigadeiro Bermudez, parabenizou a Aviação de Patrulha pela data, destacando a importância da aviação para o país. “Eu gostaria de parabenizar a todos os patrulheiros de ontem e de hoje, que contribuíram e contribuem com a manutenção da soberania dos nossos mares, realizando uma gama de missões que perpassam desde o policiamento sobre as ações dos navios, que, de forma ilícita, realizam pesca sem autorização, até a proteção das maiores plataformas de petróleo do país, sobretudo as reservas existentes na camada pré-sal”, disse.

Durante a solenidade, o patrulheiro na ativa com mais tempo de serviço na FAB, o Secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, realizou a tradicional aposição de flores no busto do patrono da Aviação de Patrulha, Major-Brigadeiro do Ar Dionysio Cerqueira de Taunay. “Foi uma honra fazer a imposição das flores ao nosso patrono, alguém que tem uma história longa dentro da aviação de patrulha, histórias essas que vem dos anos 1940, quando a FAB participou na Segunda Guerra com a patrulha costeira no nosso país”, lembrou.

FAB celebra 77 anos da Aviação de Patrulha na Ala 9 em Belém (PA)

Durante o evento também foi realizada a entrega do Prêmio Magalhães Motta ao Capitão Aviador Renan Miranda Richter, do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA).

Instituído pela Associação Brasileira de Equipagens da Aviação de Patrulha (ABRAPAT), a premiação é concedida ao vencedor do concurso anual de trabalhos literários relativos a assuntos de interesse da aviação de patrulha.

O Capitão Richter venceu com o trabalho “A Aviação de Patrulha e o combate eletrônico moderno: uma análise acerca do desempenho da aeronave P-3 AM frente aos radares LPI (Low Probability off Intercept)”.

A cerimônia contou, ainda, com a imposição da Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura ao Comandante do Esquadrão Orungan (1º/7º GAV), Tenente-Coronel Erivando Pereira Souza. A medalha é uma distinção concedida a militares que exercem o cargo de comandante de Esquadrão Aéreo trabalhando em prol da operacionalidade da

sua organização e da Força Aérea. “Para mim, receber a comenda foi uma honra, especialmente por acontecer no norte do país, onde vivi toda a minha vida”, comemorou.

Antes do encerramento da solenidade, o Grupamento dos Patrulheiros da ativa e da reserva entoou o grito de guerra dos Esquadrões de Patrulha.

FAB celebra 77 anos da Aviação de Patrulha na Ala 9 em Belém (PA)

História

22 de maio de 1942 é uma data marcante para a Aviação de Patrulha. Em plena Segunda Guerra Mundial, o “Batismo de Fogo” rememora o bombardeio do submarino italiano Barbarigo por uma aeronave de Patrulha.

Hoje, os patrulheiros têm a responsabilidade de vigiar, 24 horas por dia, uma área de aproximadamente 13,5 milhões de quilômetros quadrados sobre o litoral brasileiro.

A missão está por conta dos Esquadrões Netuno (3º/7º GAV), situado em Belém (PA); Esquadrão Orungan (1º/7º GAV), no Rio de janeiro (RJ); e Phoenix (2º/7º GAV), em Canoas (RS).

Confira o vídeo da cerimônia do Dia da Patrulha.

Fotos: Lucas Ferreira/ Ala 9

Vídeo: Wanderson Nunes / CECOMSAER

Fonte: página do Comando da Aeronáutica na Internet

Olá, deixe seu comentário para FAB celebra 77 anos da Aviação de Patrulha na Ala 9 em Belém (PA)

Enviando Comentário Fechar :/